Buscar
  • Educom UFU

Revista Amaterna e Jornal Senso Incomum são destaques da UFU no Intercom Sudeste 2018

Por: Loise Monteiro


Oitava turma de Jornalismo da UFU exibe troféu conquistado no Intercom Sudeste com o projeto Jornal Senso Incomum.

No dias 7, 8 e 9 de junho aconteceu, em Belo Horizonte, o Congresso de Comunicação Intercom Sudeste. O curso de Jornalismo da Universidade Federal de Uberlândia participou do evento com 36 trabalhos e conquistou quatro prêmios na competição do congresso, a Expocom Sudeste. Foram três prêmios para a “Revista Amaterna” e um para o “Jornal Senso Incomum”.


A Revista Amaterna, produzida pelas graduandas do curso Isabella Rodrigues, Josielle Ingrid, Laís Vieira Oliveira, Letícia Pereira de Brito, Marcela Salvador Pissolato e orientação da professora Mirna Tonus, foi a favorita nas categorias "Filme de Animação", "Revista Customizada" e "Produção em Jornalismo de Opinião".


Letícia Brito, Isabella Rodrigues e Laís Oliveira, da "Revista Amaterna", comemoram tripla vitória no Intercom Sudeste. (Foto: Loise Monteiro)

Em entrevista, Letícia Brito conta que a proposta da revista Amaterna é falar de maternidade de um jeito que fuja de estereótipos romantizados e abordar diferentes perspectivas sobre o assunto. Outro tema que a revista traz é a amaternidade, que é o contrário de maternidade, ou seja, mulheres que não querem ter filhos, mulheres que pretendem ser mães mas ainda não são e também engloba a paternidade. “A ideia da revista é fazer um jornalismo interpretativo, com um olhar humanizado e trazer a complexidade do tema. Ouvir mulheres, dados, leis, médicos, aprofundar os assuntos com o maior respeito possível com as histórias e responsabilidade com cada assunto”, conta.


A Amaterna surgiu como produto da disciplina Projeto Experimental em Comunicação. “No início, lemos muito sobre maternidade, sobre a trajetória e a partir de que momento ela começou a ser vista como algo que a mulher precisa na vida, como um padrão”, explica.


Quanto à premiação, Letícia Brito conta que toda a equipe ficou muito feliz de ter quatro dos cinco trabalhos submetidos aprovados para apresentar no Intercom Sudeste e conquistado prêmios com três deles. “A sensação que resume todos do grupo é de muita gratidão e também de felicidade por ter esse reconhecimento, principalmente, sabendo que estávamos apresentando ao lado de trabalhos muito bons”, relata a vencedora.


O grupo agora pretende levar a Revista à competição nacional do Intercom, que acontecerá em Joinville, Santa Catarina. “Estamos empolgadas para falar sobre a Amaterna, a proposta, a busca pela quebra de estereótipos, a liberdade da mulher e os problemas que as mulheres ainda sofrem com o machismo, assunto ligado também à revista”, finaliza.



Outro projeto vencedor do Congresso foi Jornal Laboratório Senso Incomum, produzido pela oitava turma de Jornalismo da UFU, sendo o favorito na categoria “Jornal Laboratório Impresso”, concorrendo com outros quatro trabalhos.


Ana Julia Gotardelo, aluna que representou a turma juntamente com a colega Mariana Solis, conta que o jornal é focado para os universitários da UFU é o principal produto interdisciplinar realizado no quarto período do curso. “O processo de criação do senso é proposto e guiado por professores orientadores, que dividem a turma em três grandes equipes: pauteiros e editores, repórteres e fotógrafos, e diagramadores e distribuidores. Nesses grupos, cada aluno faz sua função destinada e a turma toda trabalha como uma linha de produção, um depende do outro para que o jornal final saia.” Segundo Ana Julia, durante o semestre estas funções são rotativas e, portanto, possibilita que toda a turma entenda a dinâmica de uma produção jornalística.


A aluna conta que a turma estava receosa com a competição regional, mas apostavam em suas novidades. “Apesar de termos um pouco de medo de perder para o Lampião, jornal da Universidade Federal de Ouro Preto, que ganhou por muitos anos consecutivos, tínhamos confiança pelos nossos diferenciais. Alguns deles, que foram decisivos para o prêmio, foram o folheto de entretenimento que fica interno ao jornal, a leitura livre para deficientes visuais e a pesquisa de público realizada anteriormente à escrita do projeto.”, relata.


Em relação ao prêmio, Ana Júlia diz que a turma está muito feliz, pois desde a criação do projeto eles já almejavam participar da competição. “A produção do Senso é muito trabalhosa e extensa, e envolve a turma toda como um time, por isso a sensação é de time campeão, mesmo que nossos competidores estivessem longe. Esse reconhecimento traz uma sensação de alívio e dever cumprido por ter trazido o primeiro prêmio regional do Intercom para o Senso, que já está na sua 38ª edição. Desde o começo do curso de Jornalismo da UFU nenhum Senso tinha passado para a etapa nacional do congresso e a sensação de ter deixado um legado para o curso é também muito gratificante”, comenta.



Ana Julia Gotardelo e Mariana Solis exibem troféu inédito do "Jornal Senso Incomum". (Foto: Duda Yamaguchi)

Agora, assim como o grupo da Revista Amaterna, a turma se prepara para competição nacional que acontecerá em Joinville. “Pretendemos dar ênfase aos nossos diferenciais e ao conteúdo do jornal. Estamos bem positivos quanto à premiação, pela inovação que nosso jornal traz na área de jornais laboratórios”, conclui Ana Julia Gotardelo.


Confira a lista completa dos ganhadores no site do Intercom Sudeste:

http://www.portalintercom.org.br/uploads/wysiwyg/vencedores-expocom-nordeste-2018.pdf

152 visualizações